sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Pensamento da América

Ana Luiza Beraba está lançando América Aracnídea - Teias Culturais Interamericanas - Ed. Civilização Brasileira. O livro usa a metáfora das teias da aranha remetendo-se aos vínculos culturais entre os países do continente latinoamericano que o suplemento Pensamento da América, do jornal "A Manhã", órgão da ditadura do Estado Novo, à época de Getúlio Vargas, ajudou a tecer e tentou manter.
O suplemento contava com a participação dos intelectuais modernistas ligados à diplomaica do governo Vargas. Um dos poetas mais traduzidos em suas páginas era o americano Walt Whitman, e outra presença constante era a do chileno Pablo Neruda, cuja participação junto ao movimento comunista era rejeitada pelo Estado Novo.
A partir da oposição ideológica entre capitalismo e comunismo o pan-americanismo ficou enfraquecido e o suplemento sobreviveu até ser engolido pela Guerra Fria.
Vale a pena conferir o trabalho de Ana Luiza Beraba nesse momento em que o Brasil está revendo seus laços com os países vizinhos.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo - 31/01/2009

Um comentário:

Joel D. Santos disse...

Primeiro Post. Primeiro comentário. Sucesso com o blog. Joel